fbpx

CARREGANDO

Seg à Sex 9h às 18h
+55 41 3151-2607

Music Branding: amplie as conexões emocionais com o público através da música

19 de novembro
Music Branding

“Música para tocar no estádio. Música para escutar no rádio. Música para ouvir no dentista. Música para dançar na pista. Música para cantar no chuveiro. Música para ganhar dinheiro”.

O trecho acima foi composto por Arnaldo Antunes e faz parte da faixa “Música para ouvir” que, de fato, diz muito sobre a representatividade da música na vida das pessoas. Afinal, todo mundo gosta de música. Pode ser que uns menos e outros mais, mas a verdade é que ninguém vive sem “uma musiquinha”. E muito menos o mercado publicitário.

A música exerce um papel fundamental nas campanhas publicitárias desde sempre. Desde os primeiros comerciais nas rádios e, depois, nas TVs, as trilhas sonoras fazem parte da mensagem a ser passada, pois são capazes de transmitir a emoção correta, sensibilizar, cativar, encantar. Há jingles que eternizaram campanhas publicitárias lançadas há mais de 30 anos, e que são lembradas como clássicos da propaganda até hoje.

Até hoje, as trilhas sonoras são essenciais para as marcas, ajudando a compor a sua identidade e a aumentar a conexão com o seu público-alvo. Mas, como fazer para explorar ao máximo esse elo com o consumidor, na era do streaming?

Music branding como estratégia

Pode ser que você ainda não esteja familiarizado com o termo “music branding”, mas pode descobrir nesse conceito um aliado para atrair mais consumidores para o seu produto ou serviço. Mas como nada no marketing é feito de forma aleatória, o uso da música também deve ser pensado dentro de um plano de ação maior. “Music branding” é um jeito de envolver o seu consumidor através das emoções. Afinal, a música tem esse poder: de criar conexões emocionais quase instantâneas. Assim, a chance de oferecer ao consumidor uma experiência positiva e marcante é muito maior, conquistando fãs ao invés de apenas clientes.

Porém, para criar esse vínculo emocional com a sua audiência é preciso, primeiro, conhecê-la. Comece por definir a sua persona. Assim, ficará mais fácil descobrir o tipo de música que agradará mais. Você já deve ter entrado numa loja para fazer compras em que há som ambiente, certo? E aí, se a playlist te agradar, é fato que você vai permanecer mais tempo na loja e até gastará mais dinheiro do que gostaria. Isso se deve pela conexão emocional e a sensação de bem estar trazidas pela música. Mas engana-se quem pensa que as músicas foram escolhidas aleatoriamente: a lista foi estrategicamente construída para criar identificação e aconchego. Leia também: Por que é importante criar uma persona para o seu negócio?

Em busca da trilha sonora perfeita

Há algumas décadas, era comum adaptar grandes hits do showbiz para serem usados no mercado publicitário. Mas esse era um processo caro, usado apenas pelas grandes marcas. A internet tornou o mercado fonográfico mais democrático e, atualmente, bandas independentes têm maiores chances de se tornarem conhecidas a partir da rede. Isso fez com que a relação entre artistas e agências de propaganda mudasse. Hoje, as marcas dão preferência a canções originais feitas ‘sob medida’, ou seja, compostas e arranjadas a partir de um briefing específico para uma campanha ou produto.

Então, houve um estreitamento de laços entre artistas, produtores musicais e agências de publicidade. Aliás, muitas marcas também querem estar atreladas a um determinado artista que, de alguma forma, esteja alinhado com a imagem que a empresa quer passar.

Isso significa que a chamada “trilha branca”, aquela produzida com pouco personalidade, apenas para cobrir imagens, muitas vezes disponível em um ‘banco de trilhas sonoras” está caindo em desuso.

Playlists: crie e divulgue

O crescimento das plataformas musicais despertou a atenção do varejo, que passou a usar essa ferramenta para angariar mais fãs e estar presente na vida do consumidor em momentos que vão além da compra. A estratégia está dando muito certo, pois é um jeito da marca se humanizar, assim como acontece no contato direto com os clientes por meio das redes sociais.

No Spotify, por exemplo, é possível criar diversas playlists para personas diferentes. Mas é importante manter uma identidade geral, mostrando que a marca tem personalidade e que ela tem ‘a cara’ do seu consumidor.  A partir das playlists criadas, não esqueça de divulgá-las nas redes sociais. No Instagram, a melhor jeito de anunciar a playlist é pelos stories, pois no link da bio fica muito menos visível. Nos stories, caso você tenha mais de 10 mil seguidores, já terá desbloqueado a função “arraste para cima”, porém, se ainda tiver menos seguidores, não se preocupe: quando você compartilha a playlist, o usuário consegue acessá-la clicando no canto esquerdo superior.

Aliás, dentro da própria plataforma de streaming, é possível fazer anúncios. Quem não é assinante premium, é obrigado a ouvir ou assistir anúncios que são reproduzidos a cada meia hora de música. Também é possível anunciar via display, ou seja, em banners dentro do app.

E se a sua marca tem pontos de venda físicos, que tal utilizar o Spotify Code para divulgar o seu canal? O Spotify dá a opção de criar um código semelhante ao de barras que pode ser lido pela câmera do celular e que leva direto à sua playlist. Assim, o cliente sairá do seu estabelecimento levando a sua marca junto, mesmo que não tenha comprado nada. Essa experiência certamente lhe deixará com memórias positivas sobre o seu negócio.

Music Branding – Conteúdos afins

Explorar a música por meio de conteúdos alternativos, como artigos no blog ou notícias de artistas que fazem parte das suas playlists também é um caminho para se aproximar da audiência. Essas ações vão reforçando a identidade da marca e destacando os seus atributos sonoros. Para isso, esteja atento ao cenário musical atual e as tendências do mercado. Assim, você estará mais perto de estabelecer o tom emocional perfeito que amplia a conexão com o seu cliente.

Bônus

De 16 a 22 de novembro de 2020 acontece a Semana da Música. A Black não poderia ficar de fora e por isso criou uma playlist com as escolhas da equipe no Spotify. Acesse nossa playlist agora e ouça o que nos inspira!

Quer vender seu produto online?

Solicite um orçamento

O ABC da Black Flag.


Logo Loja Online WordPress Identidade Visual Redes Sociais Publicidade e Propaganda Marketing Digital Branding Design Endomarketing Diagramação Produção de Conteúdo Inbound Marketing Outbound Marketing Email Marketing Web Design Front-end Back-end Aplicativos App Apresentações Eventos Gerenciamento de Redes Sociais Mídia Digital Planejamento de Mídia Planejamento de Marketing Criação de Sites Naming Loja Virtual Embalagens Vídeos Stands Ambientação Fachada Retail Design Jornalismo Assessoria de Imprensa Programação Visual Lettering Caligrafia Fotografia Ecommerce Treinamentos RD Station Assessoria de Comunicação Projeto Editorial Manual de Marca SEO SEM Facebook ADS Instagram ADS Google Adwords Google Remarketing Google Display Google Shopping Google Meu Negócio Produção Gráfica Brand Design Captação de Leads

Nossas Certificações.